Silas sai da CGADB em paz!
16 de Maio/Domingo

O Pastor Silas Malafaia, vice-presidente da CGADB – Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, anunciou em seu programa televisivo Vitória em Cristo, na manhã de ontem, transmitido pela Rede TV, sua renúncia do cargo, bem como seu desligamento da instituição.

Pr. Silas fez um relatório das mais recentes conquistas do seu ministério, como a inauguração das modernas instalações em séde própria da AVEC – Associação Vitória em Cristo, bem como da assinatura de contrato para transmissão do seu programa para cerca de 120 países, via satélite.

Quanto a sua renúncia do cargo e o desligamento da CGADB, disse que teria muito a falar, o que “faria com que muitos arrepiassem os cabelos”, mas preferiu nada dizer e justificar sua saída, apenas com a revelação de que tem uma visão e determinação de Deus para sua vida e para a Igreja Assembléia de Deus Vitória em Cristo, que preside. Aproveitou ainda o ensejo para também justificar em público a mudança da razão social da referida igreja, a qual até então se denominava Assembléia de Deus da Penha.

Ainda que tenha procurado ser o mais coerente possível, não deixou de alfinetar a CGADB, quanto as Assembléias de Deus que ainda dão “importância aos usos e costumes”, e a atenção dispensada pela instituição à “política eclesiástica”, da qual ele mesmo se considerou participante até agora, delcarando no entanto, : “estar cansado”, assumindo que não mais compensa para ele.





Fonte: http://pvpd.blogspot.com Related Posts with Thumbnails
2 Responses
  1. delryam Says:

    graças a deus por isso a assembleia verdadeira e sem brinco sem calça sem maquiagem e sem corte de cabelo e sem teologia da proeperidade e somo 20 milhoes silas vai com deus


  2. Pr.Luciano Says:

    E lamentavel o que anda acontecendo com as igrejas evangelicas no Brasil, nao discordo da atitude do nobre colega em desligar-se, porem isso nao foi uma decisao de ultima hora, entao a pergunta e, porque concorrer se sair...outra coisa penso que pular fora do barco nao seja a melhor solucao, visto que o interesse seria coletivo, porem o que vemos e interesse pessoal...