Salário eclesiástico
28 de Dezembro/Terça Feira




Fonte: http://jasielbotelho.blogspot.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Uma igreja para quem não gosta de igreja
18 de Dezembro/Sábado

Já reparou que a gente costuma sentar no mesmo local todos os domingos na igreja? Sem pensar, quando entramos, já vamos direto para lá e pior, às vezes “achamos” que o lugar é nosso.

A maioria das pessoas não gosta de mudanças e é por isso que elas incomodam. Gostamos de ficar nos nosso conforto, mas crescimento requer mudanças.

Vira e mexe alguém me pergunta por que esta geração não se contenta com o que está na igreja, por que sempre estamos querendo mudar as coisas.

Não somos estátuas e nem somos feitos em séries, estamos o tempo todo em movimento, gerando novas culturas, novas necessidades e novos questionamentos.

Sinto que às vezes a igreja está dando respostas para uma pergunta que fizemos há 15 anos. O problema é que não nos lembramos mais dela porque já fizemos centenas de outras perguntas depois.

Há uns 10 anos fui em uma igreja na Califórnia que não tinha templo, eles se reuniam em escolas, já que aos domingos as escolas estão fechadas. Ao entrar, vi lá na frente uma faixa: “Uma igreja para quem não gosta de igreja”. Fiquei abismado com a proposta na hora, mas hoje eu entendo.

Fomos fazer uma série com Liturgia 2.0 (procurar em outros textos) para pessoas que não gostam de igreja, e uma das pessoas que estavam construindo essa série comigo me perguntou: “Não seria melhor a gente investir naqueles que gostam de igreja?”

Pensei: “Não é isso que fazemos todos os domingos?”.

Hoje eu sei o porquê busco mudar e continuar reformando a nossa igreja: porque eu seria um daqueles que gostaria muito de Jesus e do evangelho, mas não me adaptaria com a igreja.

Andy Stanley certa vez falou que “devemos casar com nossa missão e namorar a metodologia”.

O problema é que fazemos o contrário, casamos com a “forma”, porque não gostamos de mudanças, e acabamos enfraquecendo os nossos laços com a missão da igreja.

Eu diria que devemos casar com a missão e ficar com a forma, só usá-la e, quando ela não estiver sendo mais útil para a missão, devemos jogá-la fora.

O que não muda é a missão, é o nosso Deus. A forma tem que estar em mudança o tempo todo. Assim, as pessoas não vão recusar a essência (Deus) em detrimento da forma (liturgia).

Acho que é por isso sou um cara incomodado que as vezes incomoda, porque fico sempre pensando: “quantos Marcos Botelhos, Andrés, Ricardos estão aí fora sem ter experimentado o que é a igreja na essência, a vida no corpo de Cristo, e estão batendo cabeça sozinhos?”

Fonte: http://ultimato.com.br/sites/marcosbotelho

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Kaká e esposa, Prª Caroline Celico se desligam da Renascer
11 de Dezembro/Sábado

Jogador era Presbítero, enquanto que sua esposa havia sido ungida Pastora da denominação.

Kaká e sua esposa Caroline Celico não são mais da Renascer. A Igreja confirmou neste sábado o desligamento do casal, mas não revelou o motivo. Na última sexta-feira, os dois receberam a última bênção como fiéis.

De acordo com a assessoria de imprensa da Renascer, eles continuam amigos e não houve briga ou qualquer desentendimento entre o jogador do Real Madrid e o casal fundador Estevam e Sonia Hernandes.

Caroline, ungida Pastora da denominção, foi quem confirmou a saída dos dois.

- O meu tempo na Igreja Renascer acabou. E o que posso afirmar é que hoje minha busca constante é somente por Deus.

O jogador, que sempre esteve ligado ao casal Sonia e Estevam Hernandes, líderes da igreja, não se pronunciou sobre a separação. Carol deixou no ar a diferença de pontos de vistas.

- Não vou fazer nenhum comentário. Cada um tem o seu ponto de vista sobre inúmeros assuntos.

Kaká, que teve a cerimônia de casamento na Renascer, sempre demonstrou sua proximidade com a instituição. Tanto é que, em 2007, logo após o prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa, ofereceu o troféu para ser exposto na igreja do Cambuci, em São Paulo.

Em outubro, a coluna Zapping, do jornal Agora, já trazia a informação de que os dois se distanciaram da Igreja e estariam prestes a sair por descontentamento com a administração.

De acordo com a publicação, em agosto, uma parte do teto da sede da Renascer na Mooca (zona leste) desabou e Kaká teria consultado um perito e constatado a negligência. Em janeiro de 2009, o teto de um templo no Cambuci (zona sul) também caiu, dessa vez com nove mortos e 106 feridos.

Condenação

Estevam e Sonia Hernandes causaram polêmica por se envolverem em problemas com a Justiça. Em dezembro do ano passado, a Justiça Federal condenou o casal a quatro anos de reclusão por evasão de divisas.

O crime havia acontecido ainda em 2007 quando os dois foram detidos no aeroporto de Miami com US$ 56,4 mil escondidos na bagagem, incluindo uma bíblia. Em seguida, eles foram condenados pela Justiça Americana por dois crimes: contrabando de dinheiro e conspiração para contrabando de dinheiro.

Fonte: http://www.ogalileo.com.br

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
A Origem bíblica dos ditados...
10 de Dezembro/Sexta Feira

“Mais vale um pássaro na mão do que dois voando”
Elias, quando era alimentado pelos corvos.
“Quando um não quer dois não brigam”
José explicando mais tarde aos irmãos porque fugiu da mulher de Potifar.
“Depois da tempestade vem a bonança”
Um casal de papagaios na arca de Noé.
“Amigos, amigos, negócios à parte”
Davi a Jônatas antes de ser o rei.
“Nunca diga: dessa água não beberei”
A mulher samaritana ao lado do poço de Jacó.
“Os incomodados que se mudem”
Josué aos povos que habitavam as terras de Canaã.
“Atrás de um grande homem há sempre uma grande mulher”
Sansão disse a Dalila, pois ela era grande, era da li lá.
“Quem não ajuda não atrapalha”
Paulo, num acesso de raiva, disse a Barnabé, com respeito a João Marcos.
“Em boca fechada não entra mosquito”
Faraó ao povo egípcio, logo após o anúncio da praga das moscas.
“O que vem de baixo não me atinge”
O gigante Golias a Davi, antes de levar uma pedrada.
“O mar não está para peixe”
Pedro, Tiago, João no barquinho.
“Falem mal, mas falem de mim”
Bilhete encontrado no bolso de Judas.
“Quem tem pressa come cru”
Jacó a Esaú quando ele troca o guisado pela primogenitura.
“Ossos do ofício”
Ezequiel, no vale de ossos secos.

Fonte: http://jasielbotelho.blogspot.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Como fazíamos sem cama?
10 de Dezembro/Sexta Feira

No passado, o jeito era dormir sobre peles de animais ou montes de palha
por Maurício Barros de Castro


O chão era o limite enquanto o homem ainda não havia descoberto uma das suas mais importantes invenções: a cama. Antes de nossos ancestrais desenvolverem a capacidade de construir artefatos, eles deitavan no solo úmido e ficavam sujeitos a inundações e ataques de bichos rastejantes. Na melhor das hipóteses, dormiam sobre peles de animais ou montes de palha. Embora conseguissem maior conforto, permanecia a incômoda proximidade da terra. Era preciso se colocar acima dessas adversidades.

No antigo Egito, as pessoas já conseguiam dormir melhor. Um dos tesouros encontrados na tumba de Tutancâmon é uma cama de madeira dobrável. Acredita-se que o modelo era utilizado em viagens e campanhas de guerra. Sua engenhosidade não se perdeu com o tempo e, ainda hoje, o objeto é facilmente reduzido a um terço de seu tamanho. Mas poucas pessoas tinham acesso a tamanho privilégio. Ao contrário do resto da população, somente os faraós e nobres usavam camas para dormir ou mesas e cadeiras para comer.

Nos séculos seguintes, a cama continuou sendo utilizada não apenas para descanso, mas também como local de refeições. Uma aplicação que teve seu ápice com os romanos, acostumados a celebrar banquetes deitados em divãs semicirculares ou em forma de ferradura, repletos de almofadas.

Com o avanço da Idade Média e a compartimentação dos ambientes da casa, a cama foi recolhida ao quarto de dormir. Para se proteger do frio, os europeus passaram a utilizar um modelo herdado dos persas: o dossel, um leito cercado por colunas de madeira e cortinas de tecido.

Outras sociedades encontraram formas diferentes de repousar. Os índios preferem as redes e os japoneses gostam de futons (colchões espessos e dobráveis) sobre tatames. Ao longo do tempo, o móvel permaneceu com inúmeros usos, todos voltados para o descanso e o prazer. Não é à toa que, em vários idiomas, "ir para a cama" também pode ser sinônimo de fazer amor.

Fonte: http://historia.abril.com.br

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Pastores da Universal tem habeas corpus negado
09 de Dezembro/Quinta Feira


Os pastores da Igreja Universal do Reino de Deus bispo Fernando Aparecido da Silva e pastor Joel Miranda, acusados do assassinato do adolescente Lucas Terra, ocorrido em 2001, tiveram o pedido de habeas corpus negado nesta quinta-feira (2) pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa dos pastores evangélicos pedia a suspensão do processo alegando que a investigação deveria ser considerada nula por ter sido conduzida pelo Ministério Público e não pelas autoridades policiais.

A questão sobre o poder do Ministério Público de investigar o caso está sendo analisada pelos advogados de defesa de Sérgio Gomes da Silva, conhecido como "Sombra". Ele é acusado de ser o mandante do assassinato do ex-prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel. A partir da decisão do STF sobre este caso, o entendimento será aplicado a outros julgamentos.

A Turma decidiu analisar o pedido dos pastores devido à peculiaridade do caso. Durante o julgamento, o ministro Ricardo Lewandowski salientou que a investigação não teve início no Ministério Público. Segundo ele, já havia um inquérito policial em curso. Deste modo, a Turma rejeitou a argumentação da defesa e manteve o curso da ação penal.

Caso Lucas Terra

Lucas Terra, de 14 anos, foi violentado sexualmente e queimado vivo em março de 2001. O corpo do adolescente foi encontrado em um terreno abandonado na avenida Vasco da Gama, em Salvador.

A família do garoto se dedica de modo árduo para que o caso não seja esquecido e os culpados sejam punidos. Um terceiro pastor envolvido no caso, Silvio Galiza, confessou o crime e está preso há nove anos pelo assassinato de Lucas, disse que o adolescente foi morto por ter presenciado os pastores Fernando e Joel mantendo relações sexuais. Os dois respondem ao processo em liberdade.



Com informações Correio24horas / A Tarde / O Galileo
Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Diante do Trono ministrará no Complexo do Alemão
07 de Dezembro/Terça Feira

Depois de ter sido suspenso temporariamente, a ministração do Diante do Trono no Complexo de Favelas do Alemão, no Rio de Janeiro, está à todo vapor e você pode ajudar esse evento orando pelos propósitos do show que está sendo organizado pela Globo Rio, OI e Afrorreage.

Leve sua família, vamos pedir ao Príncipe da Paz que libere seu fluir no Rio de Janeiro e também no Brasil! Ajude-nos orando pelos seguintes objetivos:

- Pelos moradores das vilas e comunidades do Rio de Janeiro, para que possam ser sarados de todo sentimento de medo, pânico, dor, desigualdade e opressão.

- Por todos aqueles que estão envolvidos direta ou indiretamente com a criminalidade e violência, seja pelo uso de drogas ou pela participação no tráfico, para que sejam libertos e curados pelo poder que há em Jesus e para que ao invés de verem suas vidas entregues ao enfrentamento cotidiano do mundo do crime, possam entregar suas vidas ao Príncipe da Paz, Cristo Jesus.

- Pelas operações de segurança promovidas pela Polícia em parceria com o Bope, Marinha e outros centros especializados nessa área no Brasil, para que todas as estratégias sejam realizadas segundo o coração de Deus, para que o Eterno dê a eles discernimento, sabedoria e um desejo intenso de promover a paz.

- Para que após os confrontos dos últimos dias, o Rio de Janeiro, não apenas a Capital, mas todo Estado sejam tomados pela glória de Deus.

- Para que Ana Paula Valadão e toda equipe do Ministério Diante do Trono sejam protegidos e guardados no cumprimento dos planos de Deus durante a ministração no Rio, para que a semente plantada no coração das pessoas encontre terreno fértil, germine e dê frutos para glória de Deus.

- Por toda Igreja de Cristo, compremetida com a causa da população carioca, que em oração, intercessão, clamor e contribuição com os ministérios levantados para promover a paz na "cidade maravilhosa", tem sido instrumento do Senhor para expansão de Seu Reino aqui naTerra.

- Para que ainda mais pastores, missionários e obreiros da Casa do Senhor se comprometam em não cessar esforços para levar o amor de Cristo até o território fluminense, para que esse povo testemunhe que experimentou do poder de Deus, da cura e da transformação de vida, em nome de Jesus.

Dados do Show:

Data: 18/12/2010

Hora: 18h

Local: Complexo do Alemão (Quadra Esportiva)

Entrada: Franca

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Ator evangélico é castigo em igreja por interpretar Ney Matogrosso
06 de Dezembro/Segunda Feira

Marco Audino contou, em entrevista a jornal, que lhe deram um castigo de 30 dias sem poder ir à igreja porque era 'desmoralizante' viver um gay.

O ator que interpretou Ney Matogosso no especial da TV Globo, "Por toda a minha vida", diz estar sendo vítima de preconceito.

Em entrevista à coluna Gente Boa, do jornal "O Globo", Marco Audino contou que foi recriminado pela igreja evangélica que frequentava, a Igreja Comunidade Vida Cristã, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Segundo ele, após saberem que ele tinha interpretado o cantor no programa, os representantes da instituição falaram que "não pegava bem", que era desmoralizante para eles que ele fizesse um gay. E ainda lhe deram um 'castigo' de um mês sem poder frequentar o local para que ele se arrependesse e servisse de exemplo.

Informações Ego / O Globo / O Galileo

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Convencido por mãe e pastores traficante se entrega
03 de Dezembro/Sexta Feira

Mãe de dez filhos, todos com suas profissões, o sonho dela era ver o filho Diego, o ‘Mr. M’, longe das drogas.

Convencido pela mãe evangélica, o traficante Diego Raimundo da Silva Santos, o Mister M, se entregou à polícia. Ele é apontado como braço direito do chefe do tráfico no Complexo do Alemão, Luciano Martiniano da Silva, o Pezão.

- Eu aproveitei a oportunidade porque nunca aceitei meu filho nessa vida. Conversei com ele, que aceitou. O irmão dele é cristão e o convencemos. Falei: Diego, vamos com mamãe para casa. Ele respondeu que não pois iriam prender ele. Disse, então, para ele ir comigo e com o irmão pois nós iríamos levá-lo na delegacia. Agradeço a Deus, agora é nova vida - contou a mãe.

O delegado titular da 6ª DP (Cidade Nova), Luiz Alberto Cunha de Andrade, revelou que a mãe de Mister M procurou policiais da sua equipe, que chegaram a trabalhar por cerca de dois anos e meio na delegacia de Irajá. Lá, Nilza já havia procurado a polícia algumas vezes para tentar entregar o filho, mas Diego ainda não tinha se convencido.

- Ela procurou a 38ª DP (Irajá) e descobriu que estávamos na 6ª DP. Foi quando Nilza nos procurou e disse que ele queria se entregar, mas que tinha medo que acontecesse algo no caminho até a delegacia. Mister M saiu da Favela da Grota, no Complexo do Alemão, dentro de uma kombi com a mãe, os irmãos e pastores evangélicos. Encontramos com eles próximo à Avenida Lobo Júnior, na Penha, e seguimos para a delegacia por volta das 15h - explica o delegado.

Diego teria dito aos policiais que queria parar com a vida no tráfico, que não queria continuar depois de ter visto o aparato da polícia. Na delegacia, Mister M recebeu a visita do coordenador do AfroReggae, José Júnior. Nilza espera que os outros traficantes também se entreguem.

- Desejo que todos se convertam, larguem isso porque contra a força não há resistência. Eu nunca vi isso, tanque de guerra, meninos jovens... foi uma bênção de Deus tudo ter dado certo". - disse a mãe do traficante.



Com informações O Globo / Estadão / O Galileo


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Gente com rosa na lapela (Parte 2)
02 de Dezembro/Quinta Feira

por Max Lucado

Não é difícil compreender e admirar a sabedoria da Srta. Maynell. Se você quiser conhecer a verdadeira história do coração humano, observe sua reação diante de uma figura sem atrativos. "Diz-me quem amas," escreveu Houssaye, "e dir-te-ei quem és".

Hollis Maynell, contudo, está longe de ser um exemplo para medir o coração de alguém que se interessa pelo que não é belo.

No último sermão registrado por Mateus, Jesus faz exatamente isso. E faz isso não por meio de uma parábola, mas por meio de uma descrição. Não conta uma história, mas descreve uma cena -- a última cena, o juízo final. Em seu último sermão, Jesus coloca em palavras a verdadeira mensagem que Ele colocou em ação: "amar os excluídos".

Não há dúvida quanto o juízo final. Todos estarão lá. Naquele dia Jesus separará as ovelhas dos cabritos, os bons dos maus.

Em que Ele se baseará para fazer essa seleção? Talvez você se surpreenda com a resposta. "Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me."

Qual é a insígnea dos salvos? Sua escolaridade? Sua disposição para visitar países longínquos? Sua capacidade para atrair uma multidão e pregar? Sua habilidade para escrever livros com mensagens de esperança? Seus grandes milagrres? Não.

A insígnea dos salvos é seu amor para com os excluídos.

À direita do Pai estarão aqueles que deram de comer aos famintos, deram de beber aos sedentos, deram calor humano aos abandonados, vestiram os nus, confortaram os enfermos e visitaram os presos.

A insígnea dos salvos é seu amor para com os excluídos.

Você observou como é simples o que Jesus nos pede? Jesus não diz: "Eu estava enfermo e me curastes... Esta preso e me libertastes... estava abandonado e me construístes uma casa de repouro para mim..." Ele não diz: "Tive sede e me destes assistência espiritual."

Sem ostentações. Sem estardalhaço. Sem alardes na imprensa. Apenas pessoas bondosas praticando atos de bondade.

Porque quando praticamos atos de bondade a outas pessoas, praticamos atos de bondades a Deus.

Quando Francisco de Assis deu as costas à riqueza para seguir a Deus com simplicidade, abandonou suas roupas e saiu da cidade. Logo a seguir viu um leproso na beira da estrada. Passou por ele, mas depois parou, deu meia volta e abraçou o homem enfermo. Francisco prosseguiu seu caminho. Depois de dar alguns passos, virou-se para olhar novamente o leproso, mas não viu ninguém.

Durante o resto de sua vida, ele acreditou que o leproso era Jesus Cristo. Talvez ele estivesse certo.

Jesus habita nos esquecidos. Fez morada nos ignorados. Vive no meio dos enfermos. Se quisermos ver a Deus, devemos ir até onde estão os humilhados e os abatidos. É lá que o veremos.

"Ele se torna galardoador dos que o buscam (Hebreus 11.6)" é a promessa. "Em verdade vos afirmo que sempre que o fizestes a um desses meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes (Mateus 25.40)" é o desígneo.

Talvez você já tenha lido a história de um homem da Filadélfia que foi à uma feira de bugigangas e encontrou uma tela da qual gostou muito. Aquela pintura empoeirada de uma igreja rural custava apenas dois dólares. Estava rasgata e desbotada, mas o homem gostou dela e comprou-a. Ao abri-la quando chegou em casa, caiu de dentro uma folha de papel cuidadosamente dobrado. Era a Declaração da Independência. Aquilo que todos imaginavam ser uma pintura barata de feira de bugigangas continha uma das cem cópias originais da Declração da Independência dos EUA impresa em 4 de julho de 1776.

Surpresas valiosas são encontradas nos lugares mais impossíveis. A lição da feira de bugigangas se aplica à vida. Faça um investimento nas pessoas que o mundo rejeitou -- o sem-teto, o aidético, o órfão, o divorciado -- e talvez você descubra onde se encontra a sua independência.

A mensagem de Jesus é arrebatadora: "A maneira como você os trata é a maneira como também me trata."

Dentre todos os ensinamentos de Cristo em sua última semana, para mim esse é o mais pungente. Gostaria que ele não tivesse dito o que disse. Gostaria que Ele tivesse dito que a insígnea dos salvos é a quantidade de livros que escreveram, porque já escrevi vários. Gostaria que Ele tivesse dito que insígnea dos salvos é a quantidade de sermões que pregaram, porque já preguei centenas. Gostaria que Ele tivesse dito que a insígnea dos salvos é a quantidade de pessoas que conseguiram atrair, porque já falei a milhares.

Mas Ele não disse isso. Suas palavras me dizem que aqueles que vêem Cristo são os que vêem os sofredores. Se você quiser ver Jesus, vá até uma casa de repouso, sente-se ao lado de uma senhora idosa, e ajude-a a colocar a colher na boca. Se quiser ver Jesus, vá até o hospital público e peça à enfermeira que o leve até alguém que nunca recebe visitas. Se quiser ver Jesus, saia do escritório, desça até o saguão e converse com o homem que está arrependido de ter se divorciado e está sentindo a falta dos filhos. Se quiser ver Jesus, vá até o centro da cidade e ofereça um sanduíche -- não um sermão, mas um sanduíche -- àquela senhora maltrapilha que mora debaixo do viaduto.

Se quiser ver Jesus... veja os mal-apessoados e os esquecidos.

Você poderá dizer que se trata de um teste. Um teste para medir a profundidade do nosso caráter. O mesmo teste que Hollis Maynell utilizou com John Blanchard. Os rejeitados do mundo usando rosas. Assim como John Blanchard, temos às vezes de adaptar nossas expectativas. Temos às vezes de reexaminar nossos motivos.

Se ele tivesse virado as costas à uma figura sem atrativos, teria perdido o amor de sua vida.

Se nós virarmos as costas, poderemos perder muito mais.

Notas:

Traduzido por Maria Emília de Oliveira
Extraído de And The Angels Were Silent
© 1992 de Max Lucado


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Traficantes tentaram fugir disfarçados de pastores
01 de Dezembro/Quarta Feira

Para fugir do cerco da polícia no Conjunto de Favelas do Alemão, um traficante se disfarçou de pastor evangélico e, com a Bíblia na mão, seguiu viagem rumo a Volta Redonda, no Sul Fluminense. No entanto, a fuga do criminoso foi frustrada pelos agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA).

Acuados pelas operações policiais em toda a extensão do Complexo do Alemão, traficantes tentam escapar do cerco dos policiais disfarçados das mais diferentes maneiras, porém aqueles que vinham se passando por pastores evangélicos e moradores de bem, pressionados pelo desespero, resolveram mudar e se passar por policiais e estudantes.



Com informações SRZD / G1-RJ / O Galileo



Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Raul Gil dá espaço a evangélicos e sobe audiência
30 de Novembro/Terça Feira


Apresentador afirma que público cansou de baixaria na TV e justifica boa audiência de seu programa de sábado à tarde, no SBT

Os tempos de baixa audiência do Programa Raul Gil ficaram definitivamente para trás. Desde que chegou ao SBT, em junho, depois de cinco anos na Bandeirantes, o apresentador só vê sua média de pontos no Ibope crescer. Enquanto na Band, em seus últimos meses no ar, vinha dando média entre 4 e 5 pontos no Ibope, na emissora de Silvio Santos a atração mantém a média de 11 pontos e chega a picos de 13, empatando com seu concorrente mais forte, o Caldeirão do Huck, apresentado por Luciano Huck, na Rede Globo. Para Raul Gil, de 72 anos, quase 60 de carreira, a explicação é simples. “A boa audiência do programa vem ao encontro do gosto do telespectador, que se cansou um pouco de baixaria”, disse o apresentador no estúdio, no dia em que a reportagem acompanhou as gravações da atração que ele comanda.

Raul Gil parece saber exatamente como fazer para obter essa audiência. No estúdio, é figura compenetrada. Antes de todos, grava os merchandisings. Em seguida, se recolhe ao camarim, para um retoque na maquiagem. Já no palco, quando fala, a equipe se mantém em silêncio total. Até os cantores amadores que vão ao programa recebem dicas do veterano. Foi assim com a primeira candidata do concurso na gravação. Nervosa, a moça errou o momento de começar a cantar. “Para tudo!”, disse Raul. “O que aconteceu? Não fique nervosa, vai dar tudo certo”, disse carinhosamente à caloura. A moça respirou fundo. Errou de novo. Raul Gil pediu para parar. Só na terceira vez ela acertou.

Na receita de sucesso de Raul Gil, quadros simples como o concurso “Jovens talentos”, no qual cantores e cantoras entre 15 e 25 anos disputam, semana após semana, um contrato de trabalho com a gravadora Sony Music. A final da primeira temporada do quadro no SBT, em 9 de outubro, levou o programa a bater o seu primeiro recorde, com 13 pontos no Ibope. A vencedora, a cantora gospel Brenda dos Santos, comemorou o prêmio com lágrimas e um agradecimento a Deus no palco. No CD que Brenda vai gravar, três participações especiais de seus colegas e ex-concorrentes, todos cantores gospel. Católico, Raul Gil acredita que a música religiosa tem forte apelo. “Não é só evangélico. Se aparecer um espírita aqui cantando música boa vai fazer sucesso”, disse.


Informações Em Cultura / Uai / O Galileo


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Gente com rosa na lapela (Parte 1)
29 de Novembro/Segunda Feira

por Max Lucado

John Blanchard levantou-se do banco, ajeitou o uniforme do Exército e obserou a multidão que tentava abrir caminho na Estação Ferroviária Central de Nova York. Procurou avistar a moça cujo coração ele conhecia, mas não o rosto - a moça com a rosa. Seu interesse por ela começara treze anos antes, em uma biblioteca da Flórida. Ao retirar um livro da estante, ele ficou intrigado, não com as palavras impressas, mas com as anotações escritas à mão na margem. A letra delicada indicava ser a de uma pessoa ponderada e sensível. Na primeira página do livro, ele descobriu o nome da proprietária anterior: Srta. Hollies Maynell. Depois de algum tempo e de várias tentativas, conseguiu localizar o endereço dela. Morava em Nova York. Escreveu-lhe uma carta apresentando-se e propondo uma troca de correspondência. No dia seguinte, ele foi convocado para servir em uma base do outro lado do oceano. Era a Segunda Guerra Mundial. Durante os treze meses seguintes, os dois passaram a se conhecer por correspondência. Cada carta era uma semente caindo em um coração fértil. Florecia um romance. Blanchard pediu uma fotografia, mas ela recusou-se a enviar. Achava que, se ele realmente gostasse dela, não haveria necessidade da fotografia. Quando ele retornou da Europa, marcaram o primeiro encontro às 19 horas na Estação Ferroviária Central de Nova York. "Você me reconhecerá", ela escreveu, "pela rosa que estarei usando na lapela." Assim, às 19 horas, Blanchard estava na estação à espera da moça cujo coração ele amava, mas cujo rosto nunca vira. Deixemos que o próprio Blanchard conte o que aconteceu.

...
Em minha direção vinha uma jovem alta e esbelta. Seus cabelos loiros encaracolados caíam pelos ombros, deixando à mostra delicadas orelhas; os olhos eram azuis da cor do céu. Os lábios e o queixo tinham uma firmeza suave; trajando um costume verde-claro, parecia a própria chegada da primavera. Comecei a caminhar em sua direção sem notar que não havia rosa em sua lapela. Quando me aproximei, um sorriso leve e provocante brotou-lhe nos lábios. "Gostaria de me acompanhar, marujo?" ela murmurou. De maneira quase incontrolável, dei um passo em sua direção, e foi então que avistei Hollies Maynell. Ela estava em pé atrás da jovem. Aparentava bem mais de quarenta anos, e seus cabelos, presos sob um chapéu surrado, deixavam entrever alguns fios brancos. Seu corpo era roliço, tinha tornozelos grossos e usava sapatos de salto baixo. A moça de costume verde-claro distanciava-se rapidamente. Senti-me dividido, desejando ardentemente segui-la, mas ao mesmo tempo, profundamente interessado em conhecer a mulher cujo entusiasmo me acompanhara e me sustentara. E lá estava ela. Seu rosto redondo e pálido estampava delicadeza e sensibilidade; os olhos cinzentos irradiavam meiguice e bondade. Não hesitei. Peguei o pequeno livro azul, de capa de couro, para me identificar. Não seria um caso de amor, mas poderia ser algo precioso, algo talvez melhor que amor, uma amizade pela qual eu era e seria eternamente grato. Endireitei os ombros, cumprimentei e entreguei o livro à mulher, apesar de sentir-me sufocado pela amargura do meu desapontamento enquanto lhe dirigia a palavra. "Sou o Tenente John Blanchard, e você deve ser a Srta. Maynell. Estou satisfeito por você ter vindo encontrar-me. Aceita um convite para jantar?" No rosto da mulher surgiu um sorriso largo e bondoso. "Não sei do que se trata, filho", ela respondeu, "mas a jovem de costume verde, que acabou de passar por aqui, pediu-me que usasse esta rosa na lapela e instruiu-me também que, se você me convidasse para jantar, eu deveria dizer que ela está à sua espera no restaurante do outro lado da rua. Ela me contou que se tratava de uma espécie de teste!"

Notas:

Traduzido por Maria Emília de Oliveira
Extraído de And The Angels Were Silent
© 1992 de Max Lucado

Fonte: http://www.irmaos.com/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Mais de 2.000 fetos são encontrados em templo budista.
25 de Novembro/Quinta Feira

Milhares de fetos humanos, provenientes de clínicas onde são realizados abortos clandestinos, foram descobertos pela polícia tailandesa em um templo budista em Bangkok, Tailândia.

As autoridades da Tailândia encontraram 2.000 fetos humanos, provavelmente provenientes de abortos ilegais, em um templo budista do país. A prática é proibida pela legislação local, a menos que a mãe tenha sido estuprada ou corra risco de morrer. A informação foi confirmada pela polícia nesta sexta-feira (19).

Na última terça-feira (16), a polícia já havia anunciado a descoberta de 348 fetos, envoltos em sacolas plásticas e jornais velhos, no necrotério do templo, onde são mantidos os cadáveres antes da cremação. Depois, mais 1.654 foram encontrados em condições semelhantes em outras salas do necrotério.

O coronel da polícia Metee Rakphan disse que a suspeita é que os fetos venham de clínicas que fazem abortos ilegais. Segundo Sombat Milintajinda, porta-voz policial, alguns estavam armazenados no local há mais de um ano.

Dados do Ministério da Saúde tailandês dão conta de que 80 mil abortos ilegais ocorram por ano no país.

O primeiro-ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva, estimou que o episódio "mostra quão grave é o problema", mas descartou modificar a lei que proíbe o aborto, afirmando que esta é "suficientemente flexível".



Informações da AFP / R7 / Correio da Manhã / O Galileo


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Fernanda Brum fala de sua tragédia com o aborto.
23 de Novembro/Terça Feira

Fernanda Brum fala de sua tragédia com o aborto. Confira a entrevista!
'Fiz das minhas maiores tragédias o meu maior ministério', diz a pastora e cantora gospel Fernanda Brum

Se não de todos, ao menos para maior parte do público que sempre a acompanha, seu testemunho de vida já conhecido e sempre uma inspiração e força para continuar em frente na vida, em especial as mulheres. Hoje mãe de dois filhos, Fernanda Brum já passou pela amarga e dolorosa experiência do aborto espontâneo. As curetagens, procedimento cirúrgico que permite restabelecer a saúde e salvar o útero para uma próxima gestação, foram parte nesse processo. Ela passou por quatro. "Tive indicação médica por causa dos embriões mortos em meu ventre. O coração parava de bater após um descolamento de placenta e eu ficava com o embrião morto na barriga, tomando medicamento para induzir a eliminação espontânea do embrião. Algumas vezes lembro-me de ter voltado da anestesia gritando: ‘Meu bebê, meu bebê!’”, detalha Fernanda.

Nessa entrevista que concedeu com exclusividade ao portal Lagoinha.com na ocasião de sua vinda a Belo Horizonte (MG), por conta do evento Noite a Favor da Vida, promovido pelo Ministério AMGI (Apoio às Mulheres com Gravidez Indesejada) da Igreja Batista da Lagoinha, Fernanda Brum fala sim, de sua experiência com o aborto, mas também do próprio trabalho realizado pelo ministério e sua parceria com o mesmo, da ocasião de sua vinda para o evento, e, claro, da própria questão do aborto, com um recado às mulheres. Ela que, depois da Igreja Perseguida, é defensora aguerrida da causa da mulher e da vida. E a propósito, sobre o tema, ela é clara e irredutível: “Não somos dos que abortam. Somos dos que adotam. O aborto é uma violência terrível contra a mulher e contra a criança”. Sobre quem decide por essa terrível prática, ela diz: “Não temos como convencer uma mulher a não abortar com uma lei somente. É preciso o poder do Espírito Santo, o único que convence, o único que se move e o único que nos move a ter compaixão”. Segue, então, a entrevista nesse clima e tom de compaixão, a favor da vida:

Se não de todos, ao menos para maior parte do público que sempre a acompanha, seu testemunho de vida já conhecido e sempre uma inspiração e força para continuar em frente na vida, em especial as mulheres. Hoje mãe de dois filhos, Fernanda Brum já passou pela amarga e dolorosa experiência do aborto espontâneo. As curetagens, procedimento cirúrgico que permite restabelecer a saúde e salvar o útero para uma próxima gestação, foram parte nesse processo. Ela passou por quatro. "Tive indicação médica por causa dos embriões mortos em meu ventre. O coração parava de bater após um descolamento de placenta e eu ficava com o embrião morto na barriga, tomando medicamento para induzir a eliminação espontânea do embrião. Algumas vezes lembro-me de ter voltado da anestesia gritando: ‘Meu bebê, meu bebê!’”, detalha Fernanda.

Nessa entrevista que concedeu com exclusividade ao portal Lagoinha.com na ocasião de sua vinda a Belo Horizonte (MG), por conta do evento Noite a Favor da Vida, promovido pelo Ministério AMGI (Apoio às Mulheres com Gravidez Indesejada) da Igreja Batista da Lagoinha, Fernanda Brum fala sim, de sua experiência com o aborto, mas também do próprio trabalho realizado pelo ministério e sua parceria com o mesmo, da ocasião de sua vinda para o evento, e, claro, da própria questão do aborto, com um recado às mulheres. Ela que, depois da Igreja Perseguida, é defensora aguerrida da causa da mulher e da vida. E a propósito, sobre o tema, ela é clara e irredutível: “Não somos dos que abortam. Somos dos que adotam. O aborto é uma violência terrível contra a mulher e contra a criança”. Sobre quem decide por essa terrível prática, ela diz: “Não temos como convencer uma mulher a não abortar com uma lei somente. É preciso o poder do Espírito Santo, o único que convence, o único que se move e o único que nos move a ter compaixão”. Segue, então, a entrevista nesse clima e tom de compaixão, a favor da vida:

Lagoinha.com: Como se sente por ter participado mais uma vez de um evento como esse do AMGI de porte e peso de valorização da vida?

Fernanda Brum: Fico muito feliz de enxergar por esse prisma. E o privilégio de estar aqui é porque eu enxerguei isso. Tem gente que não enxergou ainda. E é pelo Espírito que a gente enxerga certas coisas. Estou muito feliz de estar incluída, de ser útil. Tem mérito nenhum nisso. O mérito, na verdade, é do AMGI, de estar na frente, cuidando, lá na ponta, de cara com as mulheres. Estou aqui só para abanar uma fogueira do Espírito. Eu quero que pegue fogo no Brasil todo.

Essa iniciativa sua de participação e parceria com o AMGI se deu também por conta de sua própria experiência e seu testemunho em relação ao aborto?

Principalmente. Eu passei a odiar o aborto depois que perdi quatro crianças. Eu acho que uma mulher só sabe o que é o aborto depois que aborta. Na verdade, nem precisa passar por isso, porque sabe que é ruim. Mas quem passou pelo drama, pela dor e pelo terror do aborto conhece-o bem a fundo. As minhas experiências me fizeram odiar o aborto com todas as minhas forças. Como odeio o aborto e amo as mulheres! Não quero que elas passem por isso. Seu eu pudesse evitar, eu evitaria que elas passassem por isso. De alguma maneira, essa é a minha contribuição do beija-flor que traz um pouquinho de água numa mata incendiada. A minha parte tem sido feita, e espero que cada um faça a sua própria parte.

Em breves linhas, só para que as pessoas saibam, o que diria de sua experiência e seu testemunho e como lidou com tudo isso?

Eu lidei muito mal com tudo isso. Tive quatro experiências com o aborto, sendo três curetagens. Na primeira, graças a Deus, não precisei de curetagem. Na primeira, me abstrai. Não entendi, não levei a sério. No segundo aborto é que caiu a minha ficha de que havia uma criança morta dentro de mim. Era sempre assim: gerava-se até três meses e depois parava de bater o coração. Já era então um feto de um primeiro trimestre. Era uma expectativa muito grande porque havia mudanças o corpo, você sentia vontade de comer mais, desejo, enjôo, aquelas coisas naturais, de repente, parava o coração do bebê. Eu descobria no exame de ultrasom. Os dois abortos depois que tive o Isaque foram mais difíceis porque eu já tinha tido uma criança mexendo dentro de mim. Eu já sabia o que era uma gravidez, a expectativa de ter outro filho era tão maravilhosa, a certeza de que estava curada, de que isso não iria se repetir, e de repente, a decepção de viver, de novo, a mesma coisa, depois da fé de ter sido curada e ter recebido o Isaque. Não tem explicação o que eu vivi. O último foi mais duro porque eu fiquei um tempo com ele morto algum tempo na minha barriga. Tive de andar algum tempo dentro de um shopping para ter dilatação e as pessoas me vendo e me perguntando: “Olha, como vai? Você está grávida?” E eu respondia: “Nãããooo!... Estou grávida, mas o bebê está morto”. E elas retrucavam: “O que está fazendo então aqui?” Foram situações bem dramáticas, difíceis e de muita dor física também. Porque o aborto dói. As contrações, a curetagem, o pós-operatório, o Endométrio todo mexido, e depois de uma nova gravidez o bebê colar numa parede que não foi mexida é um milagre. Foram então experiências terríveis que não queria que ninguém vivesse, nem espontaneamente, nem propositadamente. Foram seis gestações ao todo, sendo quatro abortos espontâneos e duas de fetos vivos, porque meus filhos, Isaque e Laura, estão vivos hoje. Foram dois antes do Isaque e dois depois dele, até chegar a Laura.

Uma palavra para mulheres que tiveram uma história semelhante a sua.

Perseverem e procurem a medicina. Mas em primeiro lugar, procurem o Senhor. Deus pode usar a medicina para nos abençoar, mas no meu caso, a única coisa que lancei mão da medicina foram de óvulos de hormônios que o medico pediu que eu utilizasse para aumentar a capacidade de implantação do embrião. Mas não tive nenhum tipo de ajuda como fertilização in vitro. Até procurei, mas quando o fiz, já estava grávida. Não sou contra. Acho até que as pessoas devem procurar a ciência. Mas em primeiro lugar, ao Senhor, porque é Ele quem sopra a vida. E não tem ciência que dê jeito se Deus não soprar a vida. Perseverem e sigam em frente.

Para mulheres que tiveram ou não uma experiência com o evangelho, mas tem uma percepção pelo próprio dom da vida e passam ou passaram por uma situação de aborto quando desejavam ter um filho, Deus nessa hora parece ser uma ironia. E você passou por isso. O que diria para elas que nessa hora acreditam que Ele está tão longe?

Eu tinha um pavor de não amar a Deus. Quando estava passando por essas situações, alem do drama que vivia, o tempo todo me perguntava: “Será que eu amo a Deus anda?” Era meu desespero, mas sempre descobria que O amava e ficava em paz. Eu não estava nem falando com Deus. Estava de mal dele de certa forma, ou magoada naquele tempo. Mas eu sempre me perguntava se O amava. Meu maior medo era deixar de amá-Lo. E isso eu não consegui porque Ele não me deixou de amar. Mas as pessoas devem falar com Deus com muita certeza, muita clareza. As pessoas não podem ignorar suas dores, e num momento desses elas devem conversar com Deus no seu quarto, em secreto, tudo aquilo que pensam. Foi assim que fui curada, falando tudo que sentia para Deus. Porque os que choram, serão consolados. Não podemos ignorar o luto. Ele tem um tempo para se organizar, fazer morada e depois ir embora. Se você não encara o luto, você fica com ele para sempre dentro de você.

Para mulheres que não tiveram um aborto espontâneo, mas optaram por ele de fato, já o praticaram, e hoje convivem com a tormenta, a dor, o peso e a condenação própria e até dos outros, o que diria?

Procurem um líder evangélico, um pastor, uma pastora, uma mulher principalmente, e que tenham esse perdão liberado da boca deles. Isso faz toda a diferença. Eu atendo mulheres assim e quando ouço a história delas, quando elas choram, se arrependem, e a gente ora junto, eu as libero. Uma das minhas "ovelhas" (é assim que a gente chama quem está sendo pastoreado) agora está grávida e que passou por uma situação bem assim. E quando não esperava, engravidou, logo depois que a gente orou acerca disso. Nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus. O sangue de Jesus não é suco. É de verdade. E ele nos perdoa de todo o pecado.

Uma palavra para quem vive uma experiência de uma gravidez inesperada ou indesejada e cogita a possibilidade do aborto.

Procure o AMGI correndo. Lá tem socorro, amigas, gente para ajudar em tudo. Desde que você realmente queira ser ajudada. Sempre digo que a mulher tem direito sobre seu corpo até receber o homem sobre ela. Depois disso, ela perdeu o direito sobre seu corpo, e principalmente sobre o corpo alheio. Há uma lei hoje do nacituro que protege o embrião. O governo, a Câmara, os deputados, na verdade Brasília, libera um advogado em favor do feto. Então, se souber de alguém que quer abortar, por favor, chame um advogado, porque a lei paga, para ajudar e defender os direitos daquele bebê na barriga da mãe. É um negócio tão sério isso. Procure o AMGI. Lá tem como a gente ajudar. E Deus está em tudo isso. Às vezes Ele coloca uma porta aberta como essa para uma mulher que nem queria ter um filho e cura ela dessas mágoas de ser mãe. Todo mundo que procura o aborto tem uma mágoa de ser mãe e um peso a respeito disso. Tenho certeza que o Espírito Santo pode ajudar. Emocionalmente, intelectualmente, até por meio de psicólogos não evangélicos que conhecemos. Muitos trabalham lindamente na recuperação de uma mãe dessas que está numa gravidez indesejada, para aceitar o bebê e para entender o que está sentindo naquele momento. É um caminho e todos nós temos que ajudar.

Uma palavra de incentivo e apoio ao trabalho do AMGI e a toda sua equipe.

Não desistam, porque o trabalho de vocês não é em vão. No céu vamos descobrir quantos homens e quantas mulheres de Deus ficaram sobre a Terra e cumpriram com o seu propósito para esse tempo por causa do AMGI. Façam isso de coração inteiro e que Deus renove as forças de cada um, voluntários e funcionários, e que vocês sejam felizes e realizados no ministério que foi sugerido pelo Espírito Santo a todos vocês, a todos nós.

Uma palavra para mulheres que sonham um dia ser mãe, mas temem por isso ou por causa de histórias como essas.

As pessoas têm o direito de não ter filhos. Não sou radical a ponto de achar que quem não quer ter filhos tem problema. As pessoas têm o direito de ter filhos ou não. Porém, aquelas que não querem por medo, precisam repensar porque o medo paralisa tudo. Vai paralisar de ser mãe, mas também vai paralisar de ser esposa, profissional, em várias áreas. O problema é o medo. Então, não deixe de ter um bebê por causa de medo. Vença o medo e seja feliz no teu sonho. Se você não vai ter um bebê, então entreguem-se às coisas de Deus. Trabalhe mais na obra de Deus, dedique-se mais na igreja.

Dá para dizer, por tudo que faz hoje a favor da vida, que você fez da sua luta a sua lida?

Eu acho que fiz das minhas maiores tragédias o meu maior ministério. Acho que é por aí.

Uma palavra para o marido, Emerson, e aos filhos Isaque e à Laura.

Ahhhhh!...Eles são os meu amores, a trilha sonora do filme da minha fida. (Risos). Eu amo demais esse povo que Deus me Deus. Eu vivo para o Senhor e para eles.

Uma palavra final de agradecimento a tudo que viu e ouviu em relação ao evento, ao AMGI, e à sua vida e seu ministério.

Minha vida é agradecer (risos) porque sou muito feliz naquilo que eu faço. Sou muito grata a Deus porque Ele me escolheu para fazer algo maravilhoso, que é levar a Palavra dele. Em todo o tempo a minha vida é de ação de graças. E agradeço a Deus pelos amigos que ganhei, pelas pessoas que aqui estão comigo e que de uma maneira tão intensa, têm vivido o mesmo sonho, que é o de levar o evangelho a toda criatura, seja ela grávida ou não, uma abortante ou não, criança, velhos, empresários, ricos, pobres, seja quem for. Estamos aqui nesse tempo vivendo o derramar do Espírito Santo, porque todas essas pessoas estão na mesma visão.

Para mais informações sobre o AMGI, acesse: www.amgi.org.br

Para socorro e auxilio em caso de gravidez indesejada/inesperada, ligue para o AMGI: (31) 2551-8525 ou 2552-2799



Redação Lagoinha / fernandabrum.com.br


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Bueiros abertos e pecados repentinos (Parte 2)
22 de Novembro/Segunda Feira

Ninguém que esteja lendo estas palavras está livre da tragédia do pecado repentino. Ninguém está imune a esta armadilha de perdição. Este demônio dos infernos pode escalar a mais alta parede do mosteiro, penetrar na fé mais profunda e execrar o lar mais puro.

Alguns de vocês sabem exatamente do que estou falando. Vocês poderiam descrever isto em palavras melhores que as minhas, não? Alguns de vocês, como eu, caem tão freqüentemente que o hálito de Satanás está longe de ser uma simples força de expressão. Você pede perdão a Deus tão freqüentemente que começa a pensar que o poço de misericórdia pode secar.

Quer aguçar suas defesas um pouco mais? Precisa de ajuda para reforçar sua artilharia? Já caiu no bueiro um número suficiente de vezes? Então considere as idéias a seguir.

Primeiramente, reconheça Satanás. Nossa guerra não é contra a carne e o sangue, mas contra o próprio Satanás. Faça como Jesus fez quando Satanás o tentou no deserto. Chame-o pelo nome. Arranque sua máscara. Denuncie seu disfarce. Ele aparece nos trajes mais inocentes: uma noite com os amigos, um bom livro, um filme popular, uma vizinha bonita. Mas não deixe que ele o faça de bobo! Quando o desejo de pecar mostra sua face horrível, olhe diretamente nos olhos dele e diga com firmeza: "Para trás, Satanás!". "Desta vez não, seu cão dos infernos! Já caminhei por seus becos malcheirosos antes. Volte para a cova de onde você veio!". Não importa o que acontecer, não flerte com este anjo caído. Ele vai moê-lo como trigo.

Segundo, aceite o perdão de Deus. Romanos 7 é a carta de alforria para aqueles que apresentam uma tendência a cair. Veja o versículo 15: "Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e, sim, o que detesto".

Parece familiar? Continue lendo. Versículos 18 e 19: "Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum: pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço".

Olha só, Paulo andou lendo meu diário!

"Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?" (v. 24).

Paulo, por favor, não pare por aí! Não há um oásis nesta sequidão da culpa? Há sim. Agradeça a Deus e beba profundamente de sua palavra enquanto lê os versículos 25 e 1 do capítulo 8: "Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado. Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus".

Amém. Aqui está. Você leu direito. Sublinhe este versículo em sua Bíblia, se desejar. Não existe condenação para aqueles que estão em Cristo. Absolutamente nenhuma. Busque a promessa. Memorize estas palavras. Aceite a limpeza. Jogue a culpa fora, Louve a Deus e... esteja atento aos bueiros abertos.

Notas:

Traduzido por Emirson Justino da Silva
Extraído de On the Anvil, de Max Lucado. Copyright © 1995 de Max Lucado. Usado com permissão.

Fonte: http://www.irmaos.com/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Após batismo evangélico, adolescente morre afogado
20 de Novembro/Sábado

Após batismo evangélico, adolescente morre afogado
Um garoto de 14 anos morreu afogado em Sergipe quando participava de um batismo evangélico na Praia da Coroa do Meio. Fabrício Evangelista dos Santos se afogou na manhã de domingo enquanto brincava com outro amigo.

O corpo de Fabrício Evangelista dos Santos, 14 anos, foi encontrado na Praia de Atalaia, na direção da Passarela do Caranguejo.

Fabrício se afogou na manhã do domingo, na Praia da Coroa do Meio, quando participava de um batismo evangélico. O garoto estava brincando com outro no mar, quando desapareceu misteriosamente. Seu amigo achava que ele estava brincando, mas ele não apareceu mais.

De acordo com o sargento do Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros (Gmar), Renilson Feitosa Santos, a mãe da criança entrou em estado de choque e foi levada para a residência. O sargento contou que a área escolhida para a pratica religiosa é restrita para pescadores e imprópria para banho devido a forte correnteza.

A família do adolescente e integrantes da igreja evangélica, permaneceram em oração enquanto aguardava as buscas do Corpo de Bombeiros. O corpo de Fabrício foi levado para o Instituto Médico Legal.

Fonte:http://www.ogalileo.com.br/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Bueiros abertos e pecados repentinos (Parte 1)
18 de Novembro/Quinta Feira

por Max Lucado

"É mais fácil ficar fora do que sair."
Mark Twain

Tudo acontece rapidamente. Num minuto, você está andando tranqüilamente e, no outro, está caído com os olhos arregalados. Satanás abre a tampa do bueiro e uma tarde tranqüila se transforma numa história de horror. Você cai, ciente de que caiu, mas incapaz de controlar a situação. Bate o rosto no fundo do poço e fica perdido na escuridão. Inala a podridão do maligno e senta-se na sarjeta de Satanás até que ele o cuspa em direção à calçada, confuso e aturdido.

Este é o padrão do pecado repentino. Você se identifica com isso? Apenas alguns pecados são premeditados e planejados. Muitos de nós estaríamos aptos a se alistar nos grupos estratégicos dos exércitos de Satanás. Gastamos nosso tempo evitando o pecado, não planejando-o. Mas, não pense, nem por um minuto, que, pelo fato de não desejarmos cair, não cairemos. Satanás tem uma estratégia especial para você e ele somente a põe em prática quando você não está olhando.

O covarde pai da mentira não ousa encará-lo de frente. Não senhor. Não espere que o chefe dos demônios o desafie para um duelo. Ele não tem integridade para pedir-lhe que se prepare e levante a guarda. Ele joga sujo.

Ele é o mestre do alçapão e autor dos momentos de fraqueza. Espreita até o momento que você está de costas. Espera suas defesas fraquejarem. Aguarda pelo momento em que o gongo bate e você está se dirigindo ao seu corner para descansar. Então, aponta os dardos para o seu ponto mais fraco e...

Na mosca! Você perde a calma, cobiça. Cai e se arrasta. Toma uma bebida, beija uma mulher. Segue a multidão. Racionaliza. Diz "sim". Assina seu nome. Esquece-se de quem você é. Entra no quarto dela, olha pela janela, quebra sua promessa. Compra a revista, mente, deseja. Bate o pé e segue seu próprio caminho.

Você nega seu mestre.

É Davi desnudando Bate-Seba. É Adão aceitando o fruto das mãos de Eva. É Abraão mentindo acerca de Sara. É Pedro negando que conhecia Jesus. É Noé, bêbado e nu em sua tenda. É Ló, deitando-se com suas próprias filhas. É o seu pior pesadelo. É repentino. É pecado.

Satanás anula nossa consciência e provoca um curto-circuito em nosso auto-controle. Sabemos o que estamos fazendo e, ainda assim, não acreditamos que estamos fazendo aquilo. No meio do nevoeiro da fraqueza, temos o desejo de parar, mas não encontramos forças para fazê-lo. Queremos nos virar, mas nossos pés não se movem. Queremos correr mas, infelizmente, queremos ficar.

É o adolescente no banco de trás do carro. É o alcoólatra tomando "apenas mais uma". É o chefe tocando as mãos da secretária. O marido entrando na sex shop. A mãe perdendo a paciência. O pai espancando o filho. O jogador perdendo dinheiro nas apostas. O crente perdendo o controle. E Satanás firmando o pé.

Confusão, culpa, racionalização, desespero. É tudo isso. Coisas que batem forte. De repente, nos vemos cambaleando e dizendo: "Deus, o que foi que eu fiz? Devo contar a alguém? Nunca mais farei isso. Meu Deus, o Senhor pode me perdoar?".

Notas:

Extraído de On the Anvil, de Max Lucado. Copyright © 1995 de Max Lucado. Usado com permissão.

Fonte: http://www.irmaos.com/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Silvio Santos pode vender SBT aos evangélicos ?
17 de Novembro/Quarta Feira

O grupo deve R$ 2,5 bilhões ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC) e Silvio Santos pode perder até mesmo a posse do canal, que já recebeu inúmeras propostas de compra de horários por parte de igrejas evangélicas.

Com seu habitual bom-humor, Silvio Santos está encarando com fina ironia a crise financeira que sua empresa mergulhou após um rombo de R$ 900 milhões ter eclodido no banco PanAmericano. Calmo, o empresário insinuou não estar muito preocupado com as consequências do caso, que deve influenciar, por exemplo, no futuro da sua principal atração: a rede de televisão SBT.
/>
A respeito das propostas, Silvio alegou que está disposto a cogitar convites caso isso signifique salvar sua empresa da falência. “Se pagarem os R$ 2,5 bilhões que estou devendo, é claro que vendo o SBT. Não precisa pagar nem para mim, paga diretamente para o Fundo Garantidor de Crédito”.
/>
Em entrevista à "Folha de São Paulo", Silvio Santos alegou ainda que, apesar de investir no PanAmericano, mantém distância sobre suas movimentações. “Não sou obrigado a entender de banco. Eu sou investidor, eu boto dinheiro, pago bem aos profissionais e quero resultados. Às vezes falha e, desta vez, falhou. Que culpa tenho eu?”, questionou. “Nunca fui ao banco [PanAmericano]. Nem sei onde fica o prédio. Quando tenho dinheiro, aplico no mercado brasileiro e não sou obrigado a saber onde fica a empresa”.
/>
Por conta da assinatura de um contrato de confidencialidade, Silvio Santos não expõe as razões para o rombo do banco, que pode ter sido acarretada por fluxo de recebimentos de créditos fictícios. A crise, no entanto, está anunciada.
/>
Evangélicos de olho
/>
Além do ministério do pastor Silas Malafaia, a Igreja Internacional da Graça de R.R. Soares também teria feito ofertas. Emissários de Soares, inclusive, teriam oferecido R$ 10 milhões por mês para ter cinco horas por dia na grade da emissora. Até mesmo a Igreja Universal do Reino de Deus (Record - IURD), do bispo Edir Macedo, teria pretensões de comprar um espaço no SBT.
/>
Malafaia, R.R. Soares e Edir Macedo disputam compra de espaço no SBT Ao menos três igrejas evangélicas fizeram nas últimas 48 horas ofertas para comprar horário na madrugada do SBT. Por meio de sua assessoria, o SBT diz que "não são novas as ofertas (de igrejas), mas até o momento não surgiu nenhuma proposta que tenha interessado", confirmando negociações.
/>
Duas delas disputam a atenção: o ministério do pastor Silas Malafaia e a Igreja Internacional da Graça de R.R.Soares. Emissários de Soares teriam oferecido R$ 10 milhões por mês por cinco horas diárias.
/>
No primeiro trimestre de 2009 Soares já havia ofertado a Silvio Santos R$ 5 milhões por três horas, mas a emissora recusou. A Universal de Edir Macedo, que é cunhado de R.R.Soares, também sinalizou a Silvio com novas ofertas ontem.
/>
A assessoria do SBT não quis comentar as negociações. Por enquanto, é a única TV aberta sem qualquer programação religiosa (até a Globo tem a "Santa Missa" católica).


Fonte: http://www.ogalileo.com.br

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Quem não paga dízimo é ladrão, pior do que drogado...
16 de Novembro/Terça Feira

O pastor Ed Young Junior é filho de Ed Young Senior, o principal líder da Segunda Igreja Batista de Houston, no Texas, uma das cinco maiores igrejas dos EUA. Embora Junior pastoreie a Fellowship Church, em Grapevine, Texas, os dois estão ligados à Convenção Batista do Sul, talvez a mais conservadora das denominações americanas.

Recentemente, Junior envolveu-se em grandes controvérsias por causa de sua teologia fora do “padrão” batista. Ele tem dado grande ênfase à teologia da prosperidade, o que acabou dividindo sua congregação. Nos dois vídeos abaixo ele trata da questão do dízimo em um culto realizado em 10/10/10, que “profeticamente” enfatizam os 10 por cento. Algumas frases chamam a atenção:

- Todo mundo pegue um desses envelopes azuis e levante-os. Temos câmeras escondidas filmando e vamos postar o vídeo na internet. Aí, quem não estiver com um deles na mão ficará envergonhado.

- Você quer ser um lider espiritual? Então precisa ser dizimista. Caso contrário, estará perdendo seu tempo e desperdiçando o tempo de Deus.

- Isso é importante [...] O que eu faria se descobrisse que 80% de vocês estão fumando crack? Falaria sobre os perigos das drogas. Eu os alertaria. O que eu faria se descobrisse que 80% de vocês são ladrões? Falaria sobre dinheiro, sobre dedicação, sobre dízimo. Pois bem, em nossa igreja 80% das pessoas estão roubando a Deus, pois apenas 20% são dizimistas. É tudo a mesma coisa.

- Você quer ser dizimista mas diz que não consegue? Bem, o dízimo deve vir primeiro, então me dê os dados da sua conta bancária.

Ou seja, se Deus quer dez por cento de toda a renda, é necessário saber quanto de fato as pessoas recebem e quando receberam, assim seria possível conferir se o dízimo está correto. Ele então pede para os membros darem todos os dados necessários para que a igreja faça a verificação na conta deles e possa sacar automaticamente o valor do dízimo.

Isso fica bem claro quando aparece no telão uma folha de cheque e os dados da conta que deveriam ser fornecidos estão destacados. Ou seja, a igreja entra na conta e faz o débito automático para garantir que o membro não cometa nenhum erro nesse sentido. O pedido é feito para os que estão presentes no culto no Texas e para os que assistem por vídeo conferência na igreja afiliada em Miami.

Em um dos momentos mais embaraçosos, ele resume bem seu ensino. “Sem dinheiro, não adianta vir ao culto, fazer missões, orar, você está perdendo seu tempo. Deus está dizendo: Mostre-me seu dinheiro”. Tudo se resume no dinheiro. Claro, depois disso vem as promessas de prosperidade e de bênçãos sem medida na vida de quem contribui.



No entanto, Ed Young se “esquece” de explicar qual a origem de todas as acusações sobre o mau uso de verbas, desvio de dinheiro e sonegação de impostos. Desde 2007 ele possui um jatinho Falcon, avaliado em 8.4 milhões de dólares, uma casa de 1.5 milhão de dólares no Texas e um apartamento em condomínio de luxo na Flórida além de um salário de um milhão de dólares anuais da igreja. Além disso, tem vários empreendimentos que comercializam seus sermões, livros, DVDs em livrarias, além de sites na internet que também vendem material, como o CreativePastors.com

Ole Anthony, da Fundação Trinity, que investiga ministérios acusados de mau uso de finanças e acompanha as denúncias contra Ed Young há três anos, declarou: “Esse jovem caiu na mesma armadilha de muitos outros televangelistas. Agora ele se entregou apenas à ganância em nome de Deus. Eles estão santificando a ganância, e isso é maligno”.

Como se vê, não são apenas os apóstolos e televangelistas tupiniquins que curtem um jatinho particular e usam programas de TV para santificar a ganância.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
O melhor amigo do menino
15 de Novembro/Segunda Feira

Ao ver os filhotinhos na vitrine, um menino que ia passando ficou quase louco para comprar um cachorrinho.

Ele não tinha muita noção do valor do dinheiro, por isso achou que as poucas moedas que tinha no bolso seriam suficientes. Não eram, mas, ele entrou na loja assim mesmo.

O dono o atendeu com cortezia, porém, sabia que não teria condições de atender ao desejo do garoto. Nisso, uma cadela veio dos fundos da loja, seguida de cinco bolinhas de pêlo, um mais lindo que o outro, com exceção do último, que era mais lerdo que os demais.

- O que há com ele? Parece estar mancando, perguntou o menino.

- Ele nasceu com um problema na junta do quadril.

- É esse que eu quero!

- O veterinário disse que esse cachorrinho vai andar mancando assim para sempre. Sempre andará mais devagar que os outros. Tem certeza de que quer um bichinho assim?

- Sim, eu tenho certeza.

- Então, disse o homem, eu vou dá-lo para você, pois ele não tem valor comercial.

- Mas, para mim, tem muito valor. Será meu melhor amigo.

- E não te incomoda ele ser manco?

O garoto, então, levanta a perna da calça e mostra os aparelhos que usa para andar:
- Eu também manco!

Dá uma piscadinha para o homem e conclui:
- Acho que nós vamos nos dar muito bem.


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
A Capela - Onde o homem fecha a boca (Parte 2)
11 de Novembro/Quinta Feira


Jó nem mesmo teve tempo de exprimir sua dor, antes de ver a lepra em suas mãos, e os furúnculos em sua pele. Sua esposa, alma compassiva que era, aconselhou-o a amaldiçoar Deus e morrer. Seus quatros amigos vieram, com a delicadeza de uma britadeira, dizer-lhe que Deus é bom, e que o sofrimento é conseqüência do mal; e tão certo como dois mais dois são quatro, Jó deveria ter algum registro criminal em seu passado, para sofrer tanto.

Cada um deu sua própria interpretação de Deus, e falou - longa e sonoramente - sobre quem é Deus, e por que ele fizera tudo aquilo. Eles não eram os únicos falando sobre Deus. Quando seus acusadores faziam uma pausa, Jó dava-lhes uma resposta.

Abriu Jó sua boca...(3.1).
Então, respondeu Elifaz, o temanita...(4.1).
Então Jó respondeu...(6.1).
Então respondeu Bildade, o suíta...(8.1).
Então, Jó respondeu e disse...(9.1).
Então respondeu Zofar, naamatita... (11.1).

Este pingue-pongue verbal continua por vinte e três capítulos. Finalmente, Jó tem o bastante destas "contestações". Chega de bate-papo. É hora do tom fundamental do discurso. Ele agarra o microfone com uma mão, o púlpito com a outra, e vai em frente. Por seis capítulos, Jó dá a sua opinião sobre Deus. Desta vez, o capítulo registra: "E, prosseguindo Jó", "E, prosseguindo Jó", "E, prosseguindo Jó". Ele define, explica e revisa Deus. Parece que Jó sabe mais sobre Deus do que Ele próprio!

Lemos trinta e sete capítulos do livro, antes que Deus limpe a garganta para falar. O capítulo trinta e oito começa com estas palavras: "Então, o Senhor respondeu a Jó."

Se sua Bíblia é igual a minha, há um engano neste versículo. As palavras estão corretas, porém o impressor usa os tipos de tamanho errado. As palavras deveriam estar escritas assim:

ENTÃO, O SENHOR RESPONDEU A JÓ!

Deus fala. Faces voltam-se ao céu. Ventos curvam as árvores. Vizinhos encolhem-se nos refúgios. Gatos apressam-se para o alto das árvores, e cachorros metem-se no mato. "Está ventando, meu bem. É melhor tirar a roupa do varal". Deus mal abrira a boca, e Jó soube que deveria ter calado sua mágoa.

Perguntar-te-ei, e tu, responde-me. Onde estavas tu quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se tu o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Jó 38.3-7).

Deus inunda o céu com perguntas. Jó compreende: Apenas Deus define Deus. Você precisa conhecer o alfabeto antes de poder ler. Deus conscientiza Jó: "Você não sabe nem o ABC do céu, quando mais o vocabulário". Pela primeira vez Jó está quieto. Silenciado por uma torrente de indagações.

Ou entraste tu até as origens do mar, ou passeaste no mais profundo do abismo, ou entraste tu até os tesouros da neve e viste os tesouros da saraiva...? Ou darás tu força ao cavalo, ou revestirás o seu pescoço de crinas? Ou espantá-lo-ás, como ao gafanhoto? Ou voa o gavião pela tua inteligência, estendendo as suas asas para o sul? (Jó 38.16,22 - 39.19,20,26)

Jó mal tem tempo de sacudir a cabeça diante de uma questão, antes que Deus faça a outra. A insinuação do Pai é clara: "Tão logo você seja capaz de lidar com assuntos tão simples como a quantidade das estrelas e o estiramento do pescoço da avestruz, teremos uma conversa sobre dor e sofrimento. Mas até então, podemos passar sem os seus comentários".

Jó captou a mensagem? Penso que sim. Ouça-lhe a resposta: "Eis que sou vil; que te responderia eu? A minha mão ponho sobre minha boca".

Note a mudança. Antes de ouvir Deus, Jó não podia falar o bastante. Após ouvi-lo, não pôde falar de jeito algum.

O silencio foi a única resposta apropriada. Houve uma ocasião na vida de Thomas Kempis, na qual também foi preciso fechar a boca. Ele havia escrito profusamente sobre o caráter de Deus. Porém um dia, Deus confrontou-o com tal graça divina que, a partir daquele momento, todas as palavras de Kempis "pareciam palha". Ele pousou a caneta e nunca mais escreveu uma linha. Ele calou-se.

A palavra para tais momentos é reverência.

A sala para tais momentos é a capela.

A frase para a capela é "Santificado seja o teu nome".

Um corte acima

Esta frase é uma petição, não uma declaração. Um pedido, não um anúncio. Santificado seja o teu nome. Entramos na capela e imploramos: "Seja santificado, Senhor. Faça o que for preciso para ser santificado em meu viver. Tome o lugar que lhe pertence por direito no trono. Seja exaltado. Seja magnificado. Seja glorificado. Tu és Senhor, e eu estarei calado".

A palavra santificado vem da palavra santo, que significa "separado". O termo remonta a uma antiga palavra que significa "cortar". Ser santo, então, é ser cortado acima da norma, superior, extraordinário. (...) O Deus santo habita num plano diferente do restante de nós. Aquilo que nos amedronta, a Ele não mete medo. O que nos preocupa não preocupa a Ele.

Sou mais um marinheiro de água doce do que um lobo-do-mar, mas estive num barco suficiente para conhecer o segredo de como achar terra em uma tempestade... Você não visa outro barco. Você, certamente, não se concentra nas ondas. Você firma a vista em um objeto não afetado pelo vento - uma luz na costa - e segue reto em sua direção. A luz não é afetada pela tempestade.

Buscando a Deus na capela, você faz o mesmo. Quando você firma a vista em nosso Deus, está focalizando alguém "um corte acima" daquilo que quaisquer tempestade na vida possam trazer.

Como Jó, você acha paz no sofrimento.

Como Jó, você fecha a boca e fica em silêncio.

"Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus" (Sl 46.10). Este versículo contém uma ordem como promessa.

A ordem?

Aquiete-se.
Feche a boca.
Dobre os joelhos.

A promessa? Você saberá que eu sou Deus.

O navio da fé viaja sobre as águas. O crente passeia nas asas da espera.

Demore-se na capela. Demore-se muitas vezes na capela. Em meio às suas tempestades diárias, faça questão de aquietar-se, e fite os olhos nEle. Deixe Deus ser Deus. Deixe que Ele o banhe em sua glória, para que sua respiração e seus problemas sejam sugados de sua alma. Esteja em silêncio. Esteja quieto. Esteja ciente e disposto. Então você saberá que Deus é Deus; você não pode ajudar, mas confessar: "Santificado seja o teu nome".

Notas:

Traduzido por Marta Doreto de Andrade
Extraído de The Great House of God, © 1997 de Max Lucado

Fonte: http://www.irmaos.com/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
A “Shekiná” de Deus está aqui. “Shekiná”?
11 de Novembro/Quinta Feira

É normal ouvir em nossos cultos, congressos, seminários, a palavra “Shekiná”. Desde adolescente ouço esta palavra na igreja. Pregadores a usam com freqüência. Os “ministros do louvor” têm o hábito de usá-la. Temos até um cântico muito conhecido: “Derrama a tua “shekiná” sobre nós.

Agora pergunto: De onde tiramos a palavra “shekiná”? O que significa esta palavra? Será “shekiná” uma expressão encontrada nas Escrituras?

Começando pela última pergunta, a palavra “shekiná” não é encontrada em nenhum lugar das Escrituras! Penso que você neste momento está perplexo. Esses dias atrás, pregando em uma grande igreja aqui em São Paulo, falei sobre isto no púlpito e imagine a reação que isto causou no plenário, bem como nos obreiros que ali estavam. Após o término do culto, várias pessoas me pararam e diziam: Pr Marcelo, já ouvimos vários “pregadores de renome” falar desta palavra, e agora o sr está dizendo que não existe? Será que o sr não está enganado?

Exatamente aqui reside nosso problema. Nós ouvimos os “grandes pregadores” falarem, e aceitamos tudo. Não procuramos pesquisar, averiguar, perscrutar. Tudo o que é novidade, e é falada por alguém de “peso”, nós aceitamos e logo começamos a falar. Falta em nosso meio, cristão bereanos, que analisam a cada dia as Escrituras, para verem se está correto ( At 17.11). Notemos que era Paulo que estava pregando! Homem de cultura invulgar, conhecedor de toda lei judaica, e acima de tudo, um dos maiores pregadores que o mundo conheceu. Ora, se Paulo teve que passar no crivo dos bereanos, o que dizer de nossos pregadores? Serão estes maiores que Paulo?

Mas voltando ao assunto da palavra “shekiná”, este vocábulo não aparece na Bíblia Judaica [ Tanakh] nem no N.T, sendo uma palavra derivada da raiz hebraica -ש-כ -נ(sh-k-n), cujo significado é “habitar”, “fazer morada”. Se perguntarmos a qualquer irmão, o que significa esta palavra, todos dirão: a glória de Deus, presença de Deus. Acontece que, “shekiná” não significa nada disso! O vocábulo “glória” no hebraico é “kavód” – o peso da glória de Deus. Então, quando cantamos: Derrama tua “shekiná” aqui, estamos dizendo: Derrama a tua habitação aqui. Soa estranho, não? Pedir para o Eterno derramar a habitação Dele sobre nós? Não consigo entender! Pois Ele já habita em nós, através da pessoa do Espírito Santo ( ICo 6.19)
A “shekiná”, como uma idéia concreta, aparece só na literatura rabínica, havendo somente “alusões” a esta presença divina, no meio do povo de Israel, na Torá, quando Deus disse ao seu povo “וְעָשׂוּ לִי מִקְדָּשׁ וְשָׁכַנְתִּי בְּתוֹכָם” – “e fareis um santuário para Mim, e habitarei no meio deles (dos israelitas)”[1];”וְשָׁכַנְתִּי בְּתוֹךְ בְּנֵי יִשְׂרָאֵל, וְהָיִיתִי לָהֶם לֵאלֹהִים” – “e habitarei no meio dos filhos de Israel, e serei-lhes por Deus”[2]; e “יְהֹוָה צְבָאוֹת הַשֹּׁכֵן בְּהַר צִיּוֹן” – “o Eterno dos exércitos, aquele que habita em Sião”[3].

Conclusão

Vimos por meio deste singelo estudo que a palavra “shekiná” não está nas Sagradas Escrituras. Aprendemos também que “shekiná” não significa : glória, presença de Deus. Ela vem da raiz “shakhan” que significa – habitar, fazer morada. Esta idéia de “skekiná” aparece somente na literatura rabínica, onde os judeus cabalistas [4] começaram a usá-la a partir do séc XIII. Devemos estar sempre prontos a aprender e não ir além da Escritura. Foi o que Lutero disse para Erasmo: “ A única diferença entre eu [ Lutero] e você [Erasmo] é que eu me coloco debaixo da autoridade das Escrituras, e você se coloca acima dela”.


Pr Marcello de Oliveira é hebraista.

Fonte: http://www.genizahvirtual.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
A Capela onde o Homem Fecha a Boca (parte 1)
09 de Novembro/Terça Feira

"Santificado seja o teu nome..."

Quando morei no Brasil, levei minha mãe e sua amiga para conhecer Foz do Iguaçu, a maior cachoeira do mundo. Algumas semanas antes, eu tornara um perito em cataratas, lendo um artigo na revista National Geographic. Certamente, pensava eu, minhas hóspedes apreciarão a boa sorte de me terem como guia.

Para alcançar o mirante, os turistas devem percorrer uma trilha sinuosa, que os leva através da floresta. Aproveitei a caminhada para fazer à minha mãe e à sua amiga um relato da natureza de Iguaçu. Estava tão cheio de informações, que tagarelei o tempo todo. Após alguns minutos, entretanto, surpreendi a mim mesmo falando cada vez mais alto. Um som à distância forçava-me a elevar a voz. A cada volta da trilha, eu aumentava o volume. Finalmente, eu estava gritando acima do ruído, o que era completamente irritante. Qualquer que fosse aquele barulho, eu preferia que o desligassem até eu terminar minha preleção.

Só depois de chegar à clareira, compreendi que o ruído que ouvíamos era a cachoeira. Minhas palavras foram abafadas pela força e o furor daquilo que eu estivera tentando descrever. Não pude mais ser ouvido. Ainda que eu pudesse, não tinha mais uma audiência. Mesmo minha mãe preferia ver o esplendor a ouvir minha descrição.Calei a boca.

Há ocasiões em que o falar profana o momento... O silêncio representa o mais elevado respeito. A palavra para tais ocasiões é reverência. A oração para estes momentos é "Santificado seja o teu nome". E o lugar para esta oração é a capela.

Se há paredes, você não as percebe. Se há bancos, você não precisa deles. Seus olhos estão fixos em Deus, e seus joelhos, no chão. No centro da sala há um trono, e, perante o trono, um banco no qual se ajoelhar.

Não se preocupe em ter as palavras certas; preocupe-se antes em ter o coração certo. Não é eloqüência que Ele procura, apenas honestidade.

A hora de estar em silêncio

Esta foi a lição aprendida por Jó. Se ele cometera uma falta, esta fora a sua língua. Ele falara demais.

Não que alguém pudesse culpá-lo. A calamidade arremetera sobre o homem como um leão sobre um rebanho de gazelas, e quando o alvoroço passou, não restara praticamente uma parede em pé, ou um ente querido vivo. Os inimigos haviam trucidado as boiadas, e os raios, destruído os rebanhos. Ventos fortes deixaram soterrados nos escombros os seus filhos que festejavam.

E esse fora apenas o primeiro dia.

Notas:

Traduzido por Marta Doreto de Andrade
Extraído de The Great House of God, © 1997 de Max Lucado

Fonte:http://www.irmaos.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Pr. Marco Feliciano inaugura C N Cristão Pró-Dilma
08 de Novembro/Segunda Feira


No último dia vinte e três de Outubro, na cidade de Orlândia-SP, ocorreu um evento marcante na corrida presidencial. O Pastor e Deputado Federal eleito Marco Feliciano, inaugurou o Comitê Nacional de Inteligência Cristão Pró-Dilma, com foco e objetivo de combater às inverdades disseminadas na rede e uma série de calúnias e difamações infundadas sobre a candidata a presidência da república Dilma Rousseff.

No evento estiveram presentes as lideranças regionais do Partido dos Trabalhadores, dentre os quais: - Prefeitos, Vereadores e assessores parlamentares, assim como diversos representas do meio cristão do estado de São Paulo, a região da Alta Mogiana estava com vários representantes também na reunião.

Em um discurso incisivo, o pastor Marco Feliciano lembrou que no ano de 2002 os críticos invadiram os meios de comunicação com uma abordagem mentirosa e muito parecida com a que a ministra Dilma vem sofrendo. Dizia-se que o governo petista era contra a religião cristã, concomitantemente haveria uma repressão em massa contra os cristãos e muitas igrejas teriam os seus direitos de liberdade religiosa cassados. Divergindo todas as especulações, as igrejas estão lotadas de fiéis que encontraram no alicerce da liberdade e expressão de sua fé, um impulso para o cristianismo livre.

"A ministra Dilma Rousseff é sem dúvida a conseqüência real de todo excelente trabalho exercido pelo Sr.Luis Inácio ´´Lula`` da Silva, sendo portanto a melhor escolha de todos nós evangélicos", afirma Feliciano.

Ao término de sua palavra de lançamento do comitê o Deputado Marco Feliciano convocou os presentes a serem porta-vozes da campanha que elegerá a ministra ao cargo oficial de presidenta da república.

Pastor Marco Feliciano fala sobre o apoio a candidata Dilma Rousseff



Fonte: site marcofeliciano.com

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Porque não existem mais dinossauros!
05 de Novembro/Sexta Feira




Fonte: http://jasielbotelho.blogspot.com/

Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
A lenda das três árvores
03 de Novembro/Quarta Feira

Havia no alto de uma montanha três árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes. A primeira, olhando as estrelas, disse: “Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros”. A segunda, olhando o riacho, suspirou: “Eu quero ser um navio grande para transportar reis e rainhas”. A terceira olhou para o vale e disse: “Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que as pessoas, ao olharem para mim, levantem os olhos e pensem em Deus”.
Muitos anos se passaram e certo dia três lenhadores cortaram as árvores que estavam ansiosas em ser transformadas naquilo que sonhavam. Mas os lenhadores não costumavam ouvir ou entender de sonhos… Que pena!
A primeira árvore acabou sendo transformada em um cocho de animais coberto de feno. A segunda virou um simples barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias. A terceira foi cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito.
Então, desiludidas e tristes, as três perguntaram: Por que isso?
Entretanto, uma bela noite, cheia de luz e estrelas, uma jovem mulher colocou seu bebê recém-nascido naquele cocho de animais. E de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo.
A segunda árvore estava transportando um homem que acabou por dormir no barco em que se transformara. E quando uma tempestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse: “Paz!”
E num relance, a segunda árvore entendeu que estava transportando o rei do céu e da terra!
Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. Logo sentiu-se horrível e cruel. Mas, no domingo seguinte, o mundo vibrou de alegria. E a terceira árvore percebeu que nela havia sido pregado um homem para a salvação da humanidade e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de seu filho ao olharem para ela.
As árvores haviam tido sonhos e desejos. Mas sua realização foi mil vezes maior do que haviam imaginado.
Todos nós temos nossos sonhos, nossos planos e por vezes, eles não coincidem com os planos que Deus tem para nós. E quase sempre somos surpreendidos com a sua generosidade e misericórdia. Por isso, é importante compreendermos que tudo vem de Deus e crermos que podemos esperar Nele, pois Ele, como um Pai amoroso, sabe o que é melhor, para cada um de nós.
Que sua vontade seja sempre feita.


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
Mark e Darlene Zschech deixam Hillsong
29 de Outubro/Sexta Feira

Foi anunciado pelo Pastor Brian através do Hillsong Collected que os pastores Zschech, no próximo ano, estarão deixando a membresia da Hillsong e se integrando a Church Unlimited (Igreja Ilimitada).

Leia carta na íntegra;

Queridos amigos,

Hoje, Domingo 24 de Outubro, está sendo anunciado na Church Unlimited da Costa Central de NSW e simultaneamente na Hillsong Church, que Mark e Darlene Zschech foram convidados e que aceitaram os papéis de Pastores Seniors da Church Unlimited, iniciando no dia 23 de Janeiro, 2011.

Uma nota de Mark Zschech –

“Temos tido maravilhosos 25 anos na Hillsong Church e somos eternamente gratos por tudo o que Deus tem feito, por Brian e Bobbie e todo o time por sua liderança e amizade. Mas agora entramos num novo capítulo, estamos incrivelmente honrados e MUITO animados para tomar frente dessa ótima oportunidade de servir as pessoas da Costa Central e a todos da Church Unlimited. Estamos entrando no que acreditamos que seja uma maravilhosa e frutificante estação. Ainda que Darlene continuará em seus diversos papéis no ministério de louvor e eu em missões e meios de cominação em um mundo em desenvolvimento, temos sempre sido pessoas da igreja local. Sentimos que Deus foi antes de nós em todos os caminhos possíveis, há muitas estórias de milagres nessa jornada e nós não conseguimos acreditar o quão perfeitamente isso combina conosco e nossa família. Estamos cehios de uma esperança saudável e uma visão forte assim como ansiamos ver o propósito de Deus e planejamento para as pessoas nesse lugar. É modesto e sufocante ser parte disso”

Uma nota do Pastor Brian, Senior Pastor, Hillsong Church –

“Mark e Darlene têm sido uma bênção enorme para a igreja Hillsong e eles vão se mudar para esse novo papel com o total apoio de ambos os presbíteros da Igreja Hillsong e Bobbie e eu, pessoalmente. Há 25 anos a família Zschech tem sido uma parte integral de nossa igreja e ao mesmo tempo que fará muita falta, sentimos como se este fosse um bom e oportuno passo para eles.

Chamamos Darlene para continuar sendo parte dos projetos no time Hillsong praise & worshipto com seu marido, Mark, a continuarem envolvidos com a Conferência Hillsong. Oramos para que coisas grandes aconteçam no futuro”.

Estamos animados sobre o futuro de ambas Church Unlimited e Hillsong Church e agradecemos a Deus pela parte que todos nós somos no Corpo de Cristo, em volta do mundo.”

Hillsong Team.

Fonte: Portal DT | Fãs de Hillsong


Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails