Ah! Rio...
24 de Janeiro/Segunda Feira


Ah! Rio

Hoje não te vejo Rio...

Te vejo mar

Mar de violência, rubra cor

A invadir porta e janela

Destruir quem te faz bela

Insistir no medo e dor.



Ah! Rio

Hoje não te vejo encanto

Te vejo espanto

Espanto ao te ver sangrar

O sangue dos inocentes

O som que se faz silente

Um triste silenciar.



Ah! Rio

Hoje não te vejo enredo

Te vejo medo

Medo do próprio filho

Que ao parir, sem condições

Entregaste aos arrastões

E aos cliques do gatilho



Ah! Rio

Hoje não te vejo esperto

Te vejo incerto

Incerto como teu jeito

Refém de tua própria gente

Que explode a dor latente

De quem já não tem direito



Ah! Rio

Hoje não te vejo horto

Te vejo morto

Morto em tua alegria

Triste em tua vida alegre

Infelizmente entregue

À dura melancolia.



Hoje ... eu não Rio... só choro!


Autor: José Barbosa Junior – noite de 23 de novembro de 2010

Fonte: http://www.crerepensar.com.br
Faça um blogueiro feliz comente Related Posts with Thumbnails
1 Response
  1. Parabéns pelo blog, estou seguindo-o
    convido a conhecer o meu blog:
    cativosporcristo.blogpost.com
    abraços